• Wilhelm Silveira

Paciência - Wilhelm Silveira

Atualizado: Mar 18


A paciência é uma grande virtude do ser humano. Pais, mães, empresárias, professores, médicas ou patrões pacientes podem conseguir resultados melhores e ambientes mais acolhedores.


Exercitar o autocontrole, o incômodo e a tolerância em certas tarefas e ocasiões é imprescindível para uma boa convivência. Poucos têm aquilo que querem na hora que querem e como querem sempre, então é para o bem de nossa saúde mental que devemos desenvolver essa arte, não só pelo bem estar de quem convive conosco.


Normalmente, coisas boas (e algumas tantas ruins) levam tempo. Ninguém fica fluente em uma língua estrangeira em dois dias. Ninguém é promovido de jovem aprendiz a diretor da empresa em 1 mês. Mesmo atletas talentosos como Cristiano Ronaldo levam tempo para tornar perfeito o dom que já tinham ao nascer. Grandes filas de banco são sofríveis, mas se não podem ser evitadas, podemos tentar tornar o momento menos maçante.


Pessoas imediatistas não conseguem esperar o tempo para um investimento financeiro dar resultado. Para os efeitos da academia e dieta aparecerem e isso é comum na sociedade atual, o que leva à desmotivação e acúmulo de desistências. Não é por acaso que vários golpes envolvem emagrecimento rápido, retorno financeiro imediato, alto e garantido ou cremes que em semanas fazem uma avó quase ser presa por parecer muito jovem. Vemos propagandas assim na internet todos os dias. Impacientes podem ter dificuldade em educar e ensinar seus filhos, resultando em brigas, choro, castigo, dor de cabeça e até abandono da atividade (até a entrega da próxima tarefa escolar).


É possível, porém, exercitar a paciência. Se gosta de cozinhar, pode buscar fazer receitas mais elaboradas. Uma mousse de chocolate da Julia Child que é feita em várias etapas e fica 24 horas na geladeira antes de servir vai ser mais saborosa do que a sobremesa de leite condensado batida no liquidificador com creme de leite e achocolatado em pó e depois congelado. O incômodo sempre vai existir. Se está de pé esperando por algo demorado e inevitável, abrace o tédio, contemple o local ao redor com olhar sereno em vez de ficar reclamando. Se tem que esperar de qualquer jeito, por que não treinar a paciência para seu próprio bem? Não é errado ler ou usar o celular nesta ocasião, mas evitar às vezes é uma boa proposta para a prática. Se sua série favorita está com a temporada completa disponível no streaming, pode-se saborear 1 episódio por dia. A curiosidade e a espera vão tornar a experiência diferente. Desde criança, deve-se entender que o tédio existe, que é normal esperar um pouco pra tomar um sorvete ou abrir o presente de natal que aprender a tocar piano, envolve tocar mal por muito tempo até melhorar com a pratica. Se não acontecer, pode-se trocar de instrumento ou de atividade. E não desistir de andar de bicicleta no primeiro dia por causa de uma queda, ou várias. Com o tempo, isso pode ajudar a reduzir as frustrações e birras em público. O caminho do aprendizado é longo e só a prática leva qualquer técnica à perfeição.


Se a falta de paciência causa em alguém muita angústia e ansiedade, é melhor falar com um médico ou procurar um psicólogo.



53 visualizações0 comentário